Feeds:
Artigos
Comentários

Arquivos para a Categoria ‘Curiosidades’

PSY, o famoso rapper sul-coreano está de volta com um novo single: Gentleman.

Numa conferência de imprensa em Seul, PSY disse esperar que os norte-coreanos gostem deste novo single e que a sua função é tão somente arrancar um sorriso das pessoas.

Eis este “Gentleman”.

 

About these ads

Read Full Post »

Read Full Post »

Se Kim Jong-il fosse vivo, faria amanhã 71 anos. Ora, como amanhã devo estar ocupada e como este blogue já tem quase sete anos e, portanto, já aqui falei, pelo menos, seis vezes dessa data “bonita”, eis que este ano vos “presenteio” antecipadamente com um documentário sobre a mãe do “Querido Líder”: a Sô Dona Kim Jong Suk, uma “grande revolucionária”, de acordo com os livros norte-coreanos.

É isto.

[é impressão minha ou este post tem aspas a mais?]

Read Full Post »

A torre de Juche

Encontrei esta infografia, quase por acaso, sobre o desenvolvimento da ideologia de Juche. Não está actualizada, já tem algum tempo, falta-lhe apenas a chegada de Kim Jong-un ao poder. Mas resume.

Imagem

Read Full Post »

Hoje é dia de São Valentim. E quem ama também odeia.

Uma boa história de amor tem sempre, admitamos, uma boa briga pelo meio.

Briga-se sabendo que se ama.

A China condenou o mais recente teste nuclear norte-coreano, mas nunca o volume de negócios entre estes dois países vizinhos foi tão intenso. A China dá o combustível ao país que incendeia o mundo com as suas acções; e a Coreia do Norte presenteia a China com os seus preciosos minerais.

Isto é ou não, afinal, aquilo a que muitos chamam de amor?

Imagem

[imagem retirada daqui]

Read Full Post »

Depois do polémico post sobre o soldado Young Jin Han, cumpre-me partilhar convosco este artigo muito interessante da revista The Economist sobre uma sociedade fechada onde estão a acontecer paulatinas mudanças. Onde o capitalismo começa a espreitar por detrás da cortina. Onde o dinheiro serve de suborno a quem não quer ter problemas. Onde os habitantes conseguem ter, cada vez mais, acesso às noticias do exterior e estão a perder o medo de partilhar informação.

De acordo com o mesmo artigo, esta última mudança tem dois efeitos. Por um lado, quem acede a essa informação consegue, naturalmente, perceber as discrepâncias no que se refere ao nível de vida e, portanto, começa a não ter problemas de consciência em secundarizar o “amor” ao regime, para dar prioridade ao dinheiro e ao contrabando de produtos vindos da China. Por outro lado, a nova torrente informativa dá uma nova perspectiva da Coreia do Norte aos chamados “outsiders”. Ou seja, quase todos nós.

E no meio de tantas novas perspectivas, destaco a da jovem norte-coreana Jeon Geum que fugiu do seu país em 2011. Fugiu, não porque passava fome, mas porque – graças à informação que ia obtendo ilegalmente (através de filmes sul-coreanos e americanos) – sonhava poder usar jeans, jóias e conduzir um carro desportivo vermelho, ao mesmo tempo que usava óculos de sol.

Alguns dirão que os sonhos desta jovem eram fúteis, mas Jeon chegou a ser detida pelas autoridades só porque, um dia, usou um chapéu de inverno onde estavam escritas as palavras “New York”. Saiu em liberdade quando a mãe, comerciante do mercado negro, ofereceu duas dúzias de maços de cigarros à polícia.

Leiam, aqui.

Read Full Post »

Segundos

Podíamos ter ficado em 1º lugar no concurso de blogues?

Podíamos, mas não era a mesma coisa. Obrigada!

blogs-do-ano-2012-lugar-2

Read Full Post »

Nas últimas semanas, em concreto desde a chegada de Kim Jong-un ao poder, a Coreia do Norte tem surpreendido o mundo com alguns (aparentes) sinais de abertura: o anúncio do casamento do líder; a visita do patrão da Google; a permissão de entrada de telemóveis entrageiros no país; e hoje sabe-se que, pela primeira vez, um americano de origem coreana recebeu o estatuto de cidadão honorário da Coreia do Norte. Isto só para citar alguns exemplos.

Será que estamos a assistir ao nascimento de um novo capítulo no país mais secreto do mundo? Durante as próximas 24 horas, peço-vos que respondam a esta modesta sondagem! Obrigada!

[Entretanto, este blogue passou à 2ª e última fase do concurso dos melhores blogues de 2012. Por favor, continuem a votar, até ao próximo sábado, aqui http://aventar.eu/blogs-do-ano-2012/blogs-do-ano-2012-votacoes-2a-fase/]

Read Full Post »

É uma notícia de última hora!

A Coreia do Norte começou a permitir a entrada de telemóveis estrangeiros no país. Acabaram-se as longas filas (onde eu também estive) para deixar o telemóvel logo à entrada. A partir de agora, os turistas podem comprar um cartão SIM à entrada e usarem os seus próprios aparelhos para comunicarem com o exterior. Ou, então, podem alugar um telemóvel.

Mantêm-se, no entanto, algumas restrições: não vai ser possível ligar para números norte-coreanos (excepto hóteis em Pyongyang e embaixadas), nem tão pouco vai ser permitido ligar, por exemplo, para a Coreia do Sul. Mas é permitido ligar para os Estados Unidos e para o Japão.

E se, de repente, receberem uma chamada de um + 850, já sabem: fala do país mais (cada vez menos) secreto do mundo!

Read Full Post »

- Ora bem, parece que me passou ao lado um tema quente, quente, quente: a suposta gravidez da primeira-dama norte-coreana: Ri Sol-Ju. E pronto. É só isto, que o assunto é parvo e mal fundamentado.

- A Coreia do Norte quer reabrir a sua embaixada em Canberra, na Austrália. O ministro dos Negócios Estrangeiros australiano, Bob Carr, diz que esta é uma boa oportunidade para o diálogo sobre a questão do atentado aos direitos humanos no país de Kim Jong-un. Cheira-me que esta declaração não será a melhor frase de boas-vindas para um país que sempre negou qualquer abuso…

- E se a reunificação fosse já hoje? Como seria a economia do Norte? Lê-se neste artigo que o custo da reunificação para o lado Sul está estimado em um trilião de dólares (whatever that means): “A Coreia do Norte poderá tornar-se num centro industrial low-cost, uma vez que gigantes tecnológicos sul-coreanos, como a Samsung, mandam fazer os seus produtos na China”.

- Na Coreia do Sul, diz-se que quando a Samsung espirra, o país constipa-se. O editorial de hoje do Chosun Ilbo fala do assunto com preocupação. Um país que dependa tão fortemente de uma só empresa tem a sua economia assente numa base muito frágil. Quase tão frágil como a campanha da Samsung em Portugal (pronto, vá, eu tinha de falar nisto).

- Ainda sobre Gangnam. Os residentes do bairro mais chique de Seul pagam mais quatro vezes pela educação privada dos seus filhos do que a média nacional.

Gravidez, diplomacia, futuro e educação. Quatro palavras-chave para ir de fim-de-semana!

[E que tal mais um voto no Coreia do Norte, categoria de Actualidade Política-Internacional aqui:http://aventar.eu/blogs-do-ano-2012/blogs-do-ano-2012-votacoes-1a-fase-14/ E aqui para blogger do ano: http://aventar.eu/blogs-do-ano-2012/blogs-do-ano-2012-votacoes-1a-fase-44/ 'gradecida!]

Read Full Post »

Chama-se Felix Abt, é suíço, tem 61 anos e direito a uma página na wikipédia, graças às relações privilegiadas no meio empresarial norte-coreano.

Felix viveu e trabalhou na Coreia do Norte entre 2002 e 2009 e ajudou a fundar a Pyongyang Business School. No ano passado, escreveu também o livro “A capitalist in North korea”.

Já foi entrevistado pelos principais órgãos de comunicação internacionais e agora surge mais esta entrevista na Minyanville, uma publicação online sobre assuntos económicos.

Felix conta como a sua conta no Linkedin foi bloqueada depois de ter associado um email norte-coreano ao seu percurso profissional. E é política habitual da empresa. Desta e de outras norte-americanas como a Google, Yahoo, Microsoft, Oracle, etc. Restringem o acesso a países e de países que estão na lista negra do Departamento do Tesouro norte-americano.

O mais interessante da entrevista está quase no fim. Felix diz que há uma classe média a emergir nas principais cidades norte-coreanas, que muitas pessoas estão envolvidas nalgum tipo de negócio e que, no ano passado, os agricultores de quintas estatais receberam a promessa de que poderão vender no mercado livre cerca de 30 por cento daquilo que produzirem. Garante que a abertura do governo para o comércio e para as parcerias internacionais tem aumentado nos últimos 10 anos, porém, os cortes (ainda) frequentes de energia, as estruturas deficitárias e, claro, as sanções internacionais ainda dificultam muito a acção de quem está disposto a investir no país mais fechado do mundo.

Se Abt gostaria de regressar à Coreia do Norte? Claro, “para apreciar boa comida” e estar com os amigos, mas sublinha que está feliz onde se encontra agora (Vietname). “Sete anos é muito tempo”.

Read Full Post »

Eu, Rita Colaço, me confesso.

Ainda nunca tinha falado por estas bandas do Gangnam Style. Esse epifenómeno da cultura coreana. E por isso peço perdão. Clemência!

O que é Oppa? O que é Gangnam?

Oppa é um termo que as mulheres coreanas usam quando se dirigem a um amigo ou irmão mais velho. Gangnam é a zona chique de Seul, a capital da Coreia do Sul. É o bairro onde muitos coreanos sonham viver, com restaurantes caros e lojas sofisticadas.

Gangnam é o bairro que o cantor/humorista PSY colocou nas bocas do mundo. O “Gangnam Style” tornou-se de tal forma viral que, em Outubro do ano passado, PSY teve direito a visitar a ONU e a ensinar, ao vivo e a cores, alguns passos da música ao secretário-geral, Ban Ki-moon. Sobretudo aquele que recria o  trote do cavalo. Ban Ki-moon e PSY são agora, provavelmente, os dois coreanos mais famosos do mundo.

“Gangnam Style” era o passo que faltava para internacionalizar o pop coreano (conhecido como K-POP), mas também para colocar Gangnam no mapa da rota mundial da moda, do entretenimento e do consumo.

O K-POP tem inúmeros fãs portugueses, amantes da música e culturas coreanas. Há um grupo de amigas que criou o KPOPT e há também um movimento com página no facebook: o I Love Korea. Há também canais de televisão em Portugal dedicados ao K-POP, através do Meo Kanal.

Depois, encontramos outras perspectivas de Gangnam em português, como esta de Luís Mah que escreve, durante este mês de Janeiro, a partir do bairro mais badalado do momento, sobre esta Coreia que entra em 2013 aos comandos de uma mulher: Park Geun-hye. Podem ler no blogue “O Retorno da Ásia”.

“Gangnam Style” entrou de tal forma no ouvido que muitos conseguem cantá-la em coreano, mas poucos devem saber o seu significado. Por isso, fica aqui a tradução do “Gangnam Style”.

Oppa tem o estilo de Gangnam
Estilo de Gangnam

Uma mulher que é quente e amorosa durante o dia

Uma mulher elegante que sabe apreciar uma boa chávena de café

Uma mulher cujo coração aquece quando chega a noite

Uma mulher desse tipo

Eu sou um homem

Um homem que é quente durante o dia, tal como tu

Um homem que toma o seu café todo o dia antes mesmo que ele arrefeça

Um homem cujo coração explode quando chega a noite

Esse tipo de homem

Bonita, adorável

Sim tu, ei, sim és tu, ei

Bonita, adorável

Sim tu, ei, sim és tu, ei

Agora vamos até o fim

Oppa tem o estilo de Gangnam,

O estilo de Gangnam

Oppa tem o estilo de Gangnam,

O estilo de Gangnam

Oppa tem o estilo de Gangnam

Eh mulher sexy

Oppa tem o estilo de Gangnam

Ehh mulher sexy, oh, oh

Eh, eh, eh, eh, eh, eh

Uma mulher que parece inocente, mas que quando joga, joga ‘pra valer

Uma mulher que sabe atirar o cabelo na hora H

Uma mulher que não se mostra, mas é mais sexy do que aquelas que mostram tudo por aí

Uma mulher sensual assim

Eu sou um homem

Um homem que parece educado, mas que quando tem que jogar, joga pra valer

Um homem que vai à loucura na hora H

Um homem que tem mais ideias do que músculos

Esse tipo de homem

Bonita, adorável

Sim tu, ei, sim és tu, ei

Bonita, adorável

Sim tu, ei, sim és tu, ei

Agora vamos até o fim

Oppa tem o estilo de Gangnam,

Estilo de Gangnam

Oppa tem o estilo de Gangnam,

Estilo de Gangnam

Oppa tem o estilo de Gangnam

Ehh mulher sexy

Oppa tem o estilo de Gangnam,

Ehh mulher sexy, oh, oh

Eh, eh, eh, eh, eh, eh

Acima do homem que corre está o homem que voa,

Baby baby,

Eu sou um homem que sabe uma coisa ou duas

Acima do homem que corre está o homem que voa,

Baby baby,

Eu sou o homem que sabe uma coisa ou duas

Tu sabes do que estou a falar

Oppa tem o estilo de Gangnam

Ehh mulher sexy

Oppa tem o estilo de Gangnam

Ehh mulher sexy

Oppa tem o estilo de Gangnam, eh eh

Oppa tem o estilo de Gangnam

E para um pequeno momento de comicidade, temos esta versão em português, dedicada ao primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho: Gamar com Style!

Read Full Post »

O “Querido Líder” morreu há um ano, mas a sua generosidade permanece eterna, dirão os apaixonados pelo regime.

Por estes dias, o ex-governador do Novo México (EUA), Bill Richardson, e Eric Schmidt, da Google, visitaram a Coreia do Norte e ficaram espantados quando um estudante da Universidade Kim Il-sung, em Pyongyang, lhes mostrou como conseguia aceder ao motor de busca da Google e pesquisar por “cidade de Nova Iorque”, ou entrar na Wikipédia, ou entrar na página da Cornell University, uma universidade norte-americana.

O mesmo computador, a partir do qual esse estudante entrava no fantástico mundo do world wide web, tinha uma etiqueta indicando tratar-se de um presente do já falecido líder Kim Jong-il.

Ao ler esta notícia – curioso! – lembrei-me de como visitei, tantas vezes, tantos lugares na Coreia do Norte onde era suposto não estar ninguém ou então estar e ficar surpreendido: “que surpresa!”. Mas sempre – SEMPRE – havia um discurso preparado, o melhor fato do roupeiro vestido, a limpeza acabada de fazer…

Na Coreia do Norte aprendi que nunca nada é suposto ser. Ou melhor, é porque sim.

[Não sei se já vos pedi ;)), mas votem aqui no blogue "Coreia do Norte", categoria "Actualidade Política  - Internacional]

Read Full Post »

Um satélite  norte-coreano já está no espaço e o novo Kim é uma celebridade na Internet. Já está em primeiro lugar numa pesquisa online sobre a personalidade do ano da revista Time.

Ao mesmo tempo,  é já na quarta-feira que a Coreia do Sul elege o sucessor de Lee Myung-bak.

Neste momento, dois candidatos disputam as presidenciais: Moon Jae-in, líder do PDU (Partido Democrático Unificado) e Park Geun-hye, do Partido Saenuri (actualmente no poder), filha do falecido ditador sul-coreano Park Chung-hee.

Geun-hye já foi apelidada de “Rainha das Eleições”. É deputada há 15 anos e, se ganhar as eleições – como indicam as sondagens -,  será a primeira mulher presidente do país.

Tem 60 anos, nunca casou ou teve filhos e herda uma pesada herança do pai. A própria, é vista como a versão sul-coreana de Margareth Thatcher ou a Angela Merkel da Ásia. As reportagens que têm medido o pulso a estas eleições, indicam que não bastará ter uma mulher à frente dos destinos da nação para acabar com as fortes desigualdades entre homens e mulheres, que se verificam na Coreia do Sul.

Seja qual for o vencedor, ambos os candidatos querem refrear a política hostil de Lee Myung-bak para com o vizinho. Mas Park Geun-hye quer ir com mais calma, naquilo a que já chamou de Trustpolitik. Ou seja, uma política de consequências. Se, por exemplo, a Coreia do Norte lançar algum míssil, então a Coreia do Sul deve reagir de imediato. Se, por outro lado, mostrar verdadeiros sinais de reconciliação, a Coreia do Sul será a primeira a ajudar o vizinho.

Trazendo o assunto para mais perto de nós, a depender do resultado destas eleições está uma escola de pilotos na Base Aérea 11, em Beja, o que pode trazer 200 ou 300 famílias sul-coreanas para Beja. Quem o diz é o ministro da Defesa Nacional, Aguiar-Branco.

Também a merecer uma forte referência está o primeiro livro escrito por um português sobre a Coreia do Norte.

“Dentro do Segredo”, é o livro-viagem do escritor José Luís Peixoto, da editora Quetzal e é um livro que merece ser lido por quem já foi à Coreia do Norte, por quem nunca lá foi, por quem quer ir. É um livro que resulta de 15 dias de viagem no país mais secreto do mundo.

Para breve está prometida uma entrevista ao autor – a quem agradeço publicamente o livro e o autógrafo – a ser publicada na íntegra neste blogue.

Read Full Post »

E ao 5º dia dos Jogos Olímpicos, as Coreias brilham nos top 5 dos medalhados.

A Coreia do Sul está em 4º lugar com oito medalhas (três de ouro, duas de prata e três de bronze).

A Coreia do Norte vem logo a seguir, em 5ª lugar, com quatro medalhas (três de ouro e uma de bronze).

Read Full Post »

Como anda (quase) tudo a banhos, deixo-vos uma imagem desta manhã na praia de Busan, Coreia do Sul. Retirada daqui.

Read Full Post »

Não é um espirro e quer dizer “amanhã”.

O Achim é um tablet que a agência estatal norte-coreana, a KCNA, diz ser um sucesso entre os estudantes e totalmente desenvolvido e fabricado na Coreia do Norte, pela Electronics Development Company. Pesa 300 gramas e tem cinco horas de autonomia.

No entanto, coloca-se em causa este made in DPRK. Especula-se que poderá ser fabricado na China e anunciado na Coreia do Norte como sendo de produção nacional. As imagens que acompanham a notícia da KCNA mostram homens e mulheres, supostamente engenheiros electrónicos, que seguram nas mãos o Achim, mas não o seu interior.

Já em tempos foram mostradas outras imagens do fabrico de um pc, numa fábrica norte-coreana, cujos componentes electrónicos pareciam pertencer mais ao interior de uma televisão do que ao interior de um computador.

Read Full Post »

“Epic fail”, escrevem os jornais ingleses, no pontapé de saída dos Jogos Olímpicos de Londres.

Coreia do Norte e Colômbia preparavam-se para uma partida de futebol feminino, no estádio de  Hampden Park, mas o encontro começou quase uma hora depois do previsto.

Como atesta a foto acima publicada, a organização apresentou o plantel norte-coreano com a bandeira da Coreia do Sul!!

Falha ou ignorância, certo é que a organização esteve muito mal e as norte-coreanas recusaram entrar em campo. O comité olímpico, claro, reconheceu o erro e apresentou um pedido de desculpas. A equipa só regressou quando todas as jogadoras foram apresentadas no ecrã gigante, ao lado da bandeira norte-coreana.

No final, a equipa da Coreia do Norte venceu a Colômbia por 2-0.

Uma vitória que quase ficou por acontecer, após este grave incidente diplomático.

[Nota: parece que a Coreia do Norte já confirmou que Kim Jong Un se casou com "a tal mulher-mistério". Chama-se Ri Sol-ju. A confirmação chegou através da rádio oficial do regime.]

Read Full Post »

Depois de algumas negociações,  a Asia Pacific Broadcasting Union vai garantir a transmissão dos Jogos Olímpicos de Londres na televisão norte-coreana, a KCTV.

Da Coreia do Norte, seguem 56 atletas para a capital de Inglaterra. Luta livre, boxe, halterofilismo e judo são as modalidades que mais medalhas têm dado ao país, num total de 41, desde 1964.

O diário britânico The Telegraph ensina algumas frases – que podem ser ditas em coreano – para quem quiser estabelecer uma conversação simpática com um norte-coreano, durante a temporada olímpica que se aproxima:

“Welcome to London 2012, the greatest show on earth”

“leondeon 2012 , jigusang-eseo gajang keun pyosi e osin geos-eul hwan-yeonghabnida”

“It’s not the winning that matters, it’s the taking part”

“i munje neun geugeos-i bog-yong bubun geu seungliga aniya”

“Faster, higher, stronger (The Olympic motto)”

“ppaleugo , nop-eun ganghan”

“I think you’re in my seat”

“nan dangsin-i nae jalie issdago saeng-gag”

“The area of Stratford has seen unprecedented economic and social regeneration as part of the delivery of these Olympic Games.”

“seuteu laes podeu ui myeonjeog i ollimpig ui jeondal ui ilhwan-eulo jeonlyeeobsneun gyeongjejeog, sahoejeog jaesaeng-eul bol su issseubnida.”

“There may be delays on the Jubilee line”

“jubilli lain-e jiyeon iiss-eul su issseubnida”

Read Full Post »

Numa busca com outro propósito, dou por mim a ver as notícias da KCNA (agência noticiosa da Coreia do Norte) do passado dia 7 de Julho. E é por isto que vem a seguir que continuo apaixonada por esta latitude. Quando penso que já nada vindo da Coreia do Norte pode surpreender-me, eis que…

“Pessoas fascinadas pela ternura de Kim Il Sung”, é o título deste artigo da KCNA, que traz Gomes como personagem central.

Presumo que a notícia se refira a Francisco da Costa Gomes, presidente da república portuguesa entre 1974 e 1976. Mas demorei algum tempo a perceber por que razão tinha vindo a KCNA, em Julho de 2012, relembrar que Gomes tinha Kim Il Sung em muito boa conta, quando tanto Gomes como Kim Il Sung já não estão entre nós. Que se fale de Kim Il Sung, ainda percebo. Afinal, ele é o presidente eterno… Depois, percebi que Gomes tinha visitado a Coreia do Norte em 1981, quando já não era presidente português. Oi?! Confuso? É pois, julgo, uma efeméride ao estilo norte-coreano.

Read Full Post »

Juche é a ideologia (ou uma religião?) que orienta os norte-coreanos e que, de forma sucinta, significa “autosuficiência” ou “a Coreia por ela própria”. É o marxismo-leninismo virado para a realidade norte-coreana. Dizia Kim Jong-il que Juche é uma “etapa superior” do marxismo.

Kim Il-sung terá desenhado o conceito/ideologia/religião/filosofia durante os tempos de luta contra a ocupação japonesa. E Juche passou a ser matéria de estudo em muitos países e deu até origem a partidos políticos.

Em França, por exemplo, foi fundado em 2007 o PJF, Parti Juche de France, que reclama ser a única organização política, fora da Coreia do Norte, a defender as ideias de Juche.

Fondé en 2007 par Philippe Lefebvre et Jérôme Bernard, le Parti Juche de France (PJF) est un parti révolutionnaire de type Juche, inspiré par réussite incontestable et éclatante du modèle socialiste de la République Populaire Démocratique de Corée édifié par le grand leader Kim Il Sung, et le dirigeant Kim Jong Il. Nous somme l’unique organisation politique hors RPDC à défendre les idées du Juche.
Le PJF perpétue les traditions de la Lutte révolutionnaire anti-impérialiste et fait des idées du Juche l’unique guide de ses activités, et soutient pleinement la politique de songun de la RPDC.
Le but immédiat du PJF est d’assurer la victoire complète du socialisme en France et d’accomplir les tâches de la révolution populaire et démocratique de libération nationale à l’échelle du pays tout entier; son but final est de transformer toute la société par les idées du Juche.
Le PJF est l’état-major politique qui dirige de façon unitaire la lutte révolutionnaire et le développement de l’idéologie Juche en France.

Quero falar mais vezes sobre Juche e sobre o kimilsunismo ou kimilsungismo. Se conhecerem algum grupo que estude ou apoie estas ideias, por favor, façam-me chegar essa informação. Obrigada!

Read Full Post »

Ganhou, pediu, exigiu…não importa o verbo. Importa a ação. Ou será ao contrário?

Kim Jong-un faz, desde a morte do pai, em Dezembro do ano passado, um percurso político-militar relâmpago. Agora, foi promovido a marechal do exército. Basta ler a wikipédia – com todos os erros que possa ter – para perceber que não se chega a marechal por dá cá aquela palha.

Ora, assalta-se-me uma questão (tipo “quem nasceu primeiro? O ovo ou a galinha?): terá Kim Jong-un inspirado Miguel Relvas ou Miguel Relvas Kim Jong-un?

Read Full Post »

Ora bem…

…então quem é esta rapariga, ao lado do líder norte-coreano, que aplaude o espetáculo não autorizado pela Disney que apresentou a Minnie e o Mickey aos norte-coreanos e a Kim Jong-un? E já agora, porque não seguir o conselho de Ferreira Fernandes?

[gentilmente retirada do Público]

Read Full Post »

[Foto retirada daqui]

Este míssil foi exibido na praça Kim Il-sung, no dia em que se celebraram os 100 anos do fundador da República Popular Democrática da Coreia.

Os analistas utilizam o argumento de que o metal deste míssil apresenta algumas ondulações, ou seja, é demasiado fino para suportar um voo.

David Wright, um físico da Union of Concerned Scientists, diz que estes mísseis - que se chamam KN-08s – parecem ser uma “representação trapalhona de um míssil que está em vias de desenvolvimento”.

No dia 15 de Abril, altura do aniversário do “Grande Líder”, o vice-marechal norte-coreano Ri Yong Ho sentiu necessidade de alegar que a Coreia do Norte tem arsenal suficiente para derrotar os Estados Unidos “de um só golpe”. Uma afirmação poucos dias depois do lançamento falhado do foguetão Unha-3.

Também no dia do centenário de nascimento do avô, Kim Jong-un fez o seu primeiro discurso público enquanto líder norte-coreano. Fica o vídeo com tradução em inglês:

Read Full Post »

Cultura Coreana em Odivelas

No próximo sábado, dia 10 de Setembro, o KPOPT (um grupo dedicado à Promoção da Cultura Coreana em Portugal), dedica o dia inteiro à Coreia, no Pavilhão Polivalente de Odivelas.

Vou lá estar de manhã a contar a minha experiência na Coreia do Norte e partilhar algumas fotos. Apareçam!

Read Full Post »

Luxo…mas pouco

Foi batizado ontem – por cerca de 130 passageiros - e é, provavelmente, o cruzeiro menos luxuoso do mundo.

A partir do porto de Rajin – perto da fronteira da China com a Rússia – a Coreia do Norte lançou-se às águas rumo às montanhas de Kumgang, junto à fronteira com a Coreia do Sul.

Em Rajin, na margem, 500 pessoas lançaram acenos sincronizados para Mangyongbong, o nome dado ao antigo navio de carga, agora transformado num navio de (fraco) luxo.

 Mais fotos, aqui.

(obrigada Ma Ke Jeto, Mosso)

Read Full Post »

Há cerca de um mês, estava eu a aterrar em Lisboa, vinda dos Estados Unidos, mas a minha bagagem não.

Passado uns dias, lá fui buscar os meus pertences ao Aeroporto de Lisboa e, até aqui, tudo bem.

Quando cheguei a casa, abri a mala para arrumar as coisas e vejo tudo num novelo completo.

“Ou foram os trambolhões da viagem ou arrumei muito mal a trouxa e já não me lembro”, pensei. Ingénua…

Não me faltava nada, a mala vinha intacta, sem um sinal que fosse de arrombamento.

Às tantas, reparo que há um presente que vem rasgado (na foto parece muito compostinho, mas notam-se bem os rasgões).

Continuei a pensar que estava com um brutal ataque de amnésia. “Está bem que comprei o presente para mim própria, mas não me lembro de o ter aberto antes”.

E lá fui continuando a tirar as peças de roupa, amarfanhadas como só elas, até que descubro este papel no interior da mala:

Os senhores dos serviços de segurança do aeroporto  – presumo que de Nova Iorque, já que eu estava em escala – consideraram que este meu embrulho representava uma potencial ameaça para os seus cidadãos…

Cedo devem ter percebido o exagero. Ora vejam o que continha o perigoso presente:

Pois que não é mais do que um raspador de língua, comprado numa loja de brinquedos texana, com a imagem de Kim Jong-il, o líder norte-coreano, perseguido por meninas loucas que gritam “Querido Líder: o seu hálito é tão fresco!”

Resta-me acrescentar que o brinquedo ameaçador é vendido nos EUA mas é Made in China!

Read Full Post »

A Coreia do Norte publicou um Índice Global de Felicidade. Adivinhem quais são os países mais felizes do mundo? Aqui segue o top 5:

1 – China

2 – Coreia do Norte

3 – Cuba

4 – Irão

5 – Venezuela

No lugar 203º, aparecem…os Estados Unidos, o último do ranking norte-coreano e, por isso mesmo, o país mais infeliz do mundo.

Mais, aqui e aqui.

E como segundo país mais feliz que é, e como as crianças são o melhor do mundo, e como felicidade rima com criançada (não rima, mas está bem), aqui fica um vídeo desse grande dia 1 de Junho celebrado nesse grande paraíso que é a Coreia do Norte.

E deixo-vos também com um vídeo do líder do segundo país mais feliz do mundo, Kim Jong-il, que mostra a sua recente viagem até ao país (esse sim) mais feliz do mundo: a China.

Read Full Post »

Coreanos em Festa

A comunidade coreana em Portugal está em festa. Celebram-se agora 50 anos de relações diplomáticas entre a Coreia do Sul e Portugal.

Para além disso, no dia 5 de Maio, os coreanos festejaram o Dia das Crianças.

Este sábado, em Carcavelos, os coreanos somaram os dois motivos  num piquenique/convívio aberto aos portugueses. Houve bolo, kimchi, tiro com arco, jogo de futebol entre coreanos e portugueses, entre muitas outras actividades que se estenderam até ao final do dia.

Deixo-vos mais alguns instantes fotográficos desta tarde de sol e quero agradecer à simpática família Won, em particular ao Sr. Chongsong Won pelo convite e pela fantástica energia!

[À esq., o genro Ricardo com a filha Sónia Won; eu e o Sr. Won ao centro; do lado direito, Filipa Won, a filha mais velha com o genro Miguel. A esposa, Hortense Won e ainda o filho Miguel Won não puderam estar presentes]

[Hyun Joo Jeon, vice-presidente da Associação Coreana em Portugal com Chongsong Won]

Read Full Post »

[prometo "voltar à carga" tão breve quanto possível. Obrigada pela compreensão.]

Read Full Post »

Older Posts »

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 435 outros seguidores

%d bloggers like this: